Ouçam o novo EP dos BOX 2 BOX

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Longo estio.




O final de tarde descia
Mas era verão, e assim durava
Ao sol quebrar os picos da serra
E a brisa trazia a maresia
Lá longe da costa…

Debaixo dos pinheiros
Já nada sobrava
Ao olhar restavam oliveiras
E os sobreiros
Cortinas de um terreiro
Seco do longo estio.

Ali havia promessas
Ela, estando lá
Parecia emprestada
Miragem trigueira
Do mais perfeito
Trigo maduro…

Eu, ao vê-la
Nada conseguia prever
Imaginar ou sonhar
Porque do tempo parado
Fica o mosto
Prestes a fermentar
Estando eu já ébrio
De copo vazio…


© Manuel Tavares 22/02/2013

Sem comentários:

Enviar um comentário