Ouçam o novo EP dos BOX 2 BOX

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Quem nunca sentiu?

"O jogo" - Manuel Tavares

Quem nunca sentiu o dia fugir-lhe pela boca, e nós, em louca e alegre correria, perseguirmos sua luz, cheiro e forma?

Quem nunca sentiu que nada separa este corpo, esta mente, esta alma, de uma qualquer aurora? Que o quebrar de uma onda nos molha por dentro? Que o sol nos levanta pelo peito?

Quem nunca limpou as mãos no pranto descobrindo alegria entre os dedos? Quem nunca sentiu que a vida lhe abalava, quando ignorou um sorriso, um carinho, um sussurro afectuoso?

Quem nunca sentiu vir da floresta, da montanha, do mar um mudo mas poderoso chamamento? Quem nunca caminhou ao luar sentindo em cada passo, a profana oração da noite?

Quem nunca sozinho se sentiu junto das estrelas? A ternura de todo o firmamento? O embalo do canto das aves?

Quem nunca sentiu que ao amar o tempo parava? Os minutos escorrendo pelas nuas paredes sem direcção… O único rumo marcado pelo ritmo dos corpos …

Quem nunca sentiu, que para tudo ou parte disto sentir, que de si se esqueceu? E o tornar da memória é apenas a prova que sempre se renova a lembrança quando volta o eu que se perdeu.

Estamos sempre a tempo de nos perdermos. De novo e sempre. 


© Manuel Tavares 21/10/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário